terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Mocidade afasta, pois, do teu coração o desgosto, remove da tua carne o mal

Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade afasta, pois, do teu coração o desgosto, remove da tua carne o mal porque a mocidade e a aurora da vida são vaidade. Lamentações 3.27 e Eclesiastes 11.9-10.

Deus fez o homem e a mulher para produzir uma família para ele. Fez o homem para amar a mulher (esposa) e a mulher para respeitar o homem (esposo).

Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, Efésios 5. 22-25.

Por isso o homem deve suportar o jugo, a disciplina na sua mocidade que é o tempo da tentação do corpo. A disciplina vai lhe trazendo experiência e essa por sua vez lhe trás entendimento para sabedoria da vida.
Há uma mudança que ocorre diariamente no corpo do jovem, os hormônios começam a trabalhar em seu corpo para dar forma ao propósito de Deus no homem e na mulher para juntos multiplicarem, gerarem filhos e constituir uma família onde Deus possa habitar. Com essa mudança, os hormônios começam aquecer os corpos e o instinto começa a ser aguçado no intuito de ativar o propósito de Deus no homem e na mulher.
Existe um tempo determinado para todas as coisas na terra, e Deus tem um marido e uma esposa certa para aqueles que esperam em suas promessas e passam pelo teste do tempo. Mas Deus quer nos dar alguém que realmente venha dele! É ele quem fará vir até nós. Deus fez Adão dormir e tirou a mulher de sua costela depois a chamou e a apresentou a Adão, ele simplesmente não foi dormir e acordou com ela do seu lado.
É por isso que, os pais têm uma tarefa responsável perante Deus, eles são responsáveis a ensinar a seus filhos esse principio do casamento perante Deus, a prova disso é que nenhum filho nasceu de vontade própria e nenhum pai escolheu seus filhos, mas, eles nos foram dados por Deus para serem encaminhados no caminho da vida da felicidade em Cristo.
A Bíblia diz que nossos filhos precisam ser como flechas na mão de arqueiros, ou seja, seus pais precisam encaminhá-los no alvo certo da vida, e este alvo é o principio de vida do seu Criador. Salmo 127:4: "Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade".
Quando o jovem não entende através do ensino pelo principio de Deus sobre as mudanças que ocorrem no seu corpo, ele não consegue suportar as tentações e usa seus instintos de qualquer forma aleatoriamente e não sabendo que seus instintos é a prova de que o propósito de Deus está sendo ativado na sua vida para o momento em que ele irá conhecer e discernir a companheira que Deus enviará no tempo determinado da sua maturidade.
A essa falta de entendimento faz com que o jovem seda as tentações e quebre uma aliança de vida com Deus e com seus pais.
Veja o que diz a Bíblia:
Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo. Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne. Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito. Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus
1. Coríntios 6.15-20.

* A quebra de aliança com Deus se dá porque Ele é o Criador do nosso corpo e dono do mesmo, e foi por essa causa que Ele veio morar dentro do ser humano para garantir que sejamos guiados para o seu propósito que precisamos cumprir pelo qual nascemos neste mundo: o propósito de gerar uma família para Ele, uma família pra Deus.
* A quebra de aliança com os pais porque já na adolescência querem se tornar independentes ainda que sejam completamente dependentes e inexperientes na vida e não entendem que seus pais são pessoas que Deus lhe deu para que os ensinassem, consolassem e os guiassem na vida abundante para um futuro de paz e para o fim cheio de realizações que todos desejam.

Quantas vezes acontecem que o jovem por imaginar ser independente e pensar saber de tudo na vida vive de maneira obscura pensando que estão enganando a Deus, a seus pais quando na verdade enganam a si mesmo? Até que conseguem esconder alguma coisa de pessoas que o amam de verdade que são seus pais e chagam muitas vezes a entristecê-los profundamente, mas não sabem que quanto a Deus que sabe tudo, um dia irão dar conta de tudo que fizeram escondido dos olhos humanos e que feriram os princípios da vida de Deus.

A Bíblia diz que haverá um dia que iremos dar conta do que fizemos com o corpo e a vida que Deus nos deu para viver aqui na terra:

E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu e não foi achado lugar para eles.12) E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono e abriram-se uns livros e abriu-se outro livro, que é o da vida e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras . Apocalipse 20.11-12.

Uma das coisas que não pensamos é que não precisamos esperar o Grande Dia de Deus para dar conta do que fizemos enquanto vivos na terra, mas quero trazer algo bem próximo que muitas vezes esquecemos, é que damos conta a Deus do que fazemos de errado através das conseqüências de nossos atos.
Todo ato tem uma conseqüência, por isso é importante pensarmos muito antes de agir ou tomar qualquer decisão na vida.

Por isso que o pregador em Eclesiastes alerta ao jovem: afasta, pois, do teu coração o desgosto, remove da tua carne o mal.

Diante das tentações a Bíblia nos ensina a sujeitarmos a Deus e resistir ao diabo e ele fugirá de nós. Tiago 4. 7.

A tentação não é o diabo, mas é uma sugestão dada por ele diante daquilo que nos atrai, pois tudo aquilo que faz guerra em nosso corpo e na nossa alma faz parte da natureza humana e precisa ser controlada dentro de nós. Vejamos o que diz a Bíblia:

Donde vêm as guerras e contendas entre vós? Porventura não vêm disto, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? Tiago 4.1
Por isso que a cada tentação a que cedemos estamos ofendendo a Deus os nossos pais e violentando nossa alma porque estamos profanando, tornando imundo o templo do Espírito Santo que somos nós e que está em nosso corpo.

Vejamos o que diz Provérbios 8.36- Mas o que pecar contra mim violentará a sua própria alma; todos os que me odeiam amam a morte.

Segundo o dicionário Aurélio, violentar quer dizer: tomar por força, estuprar, tomar por violência.

Isso quer dizer que quando cedemos a tentações e damos luz ao pecado a nossa alma fica ferida, violentada, sujeitada a uma força contrária àquela pra que foi criada por Deus.

Pecado é tudo que ofende o nosso corpo e nossa alma e a nosso próximo também, e isso ofende também a Deus que está dentro de nós.

Como podemos saber se nossa alma foi violentada? É fácil! Se em nossa memória existe alguma lembrança de algo que praticamos ou fizemos com alguém a nós mesmos, algo que gostaríamos que nunca existisse nas nossas lembranças, essa é a prova de que nossa alma está ferida.
Uma das coisas que fere a nossa alma se chama: traição; esse ato acontece com freqüência na vida de uma pessoa que não entende o significado de uma aliança de um verdadeiro compromisso de fidelidade a quem se ama. E por isso muitas vezes nem nos despertamos que quando não obedecemos aos ensinos que recebemos de Deus através de nossos pais, os estamos traindo também.
A traição torna rebelde quem pratica, e faz cegos no entendimento rejeitando a qualquer ensino que venha contra esse mal que invade todo o nosso corpo.
A sedução tira o entendimento e provoca rebeldia, quanto a isso a Bíblia compara a rebeldia como que fosse um feitiço.
Quantos filhos estão enfeitiçados pela sedução, e esta lhe induz a tentação que dá a luz ao pecado no seu corpo e por isso não escutam o conselho que recebem de seus pais?

Jovens! É tempo de despertar e voltar ao Senhor teu Criador antes que cheguem dias que não exista mais prazer em sua vida e tudo perca o sentido, essa é a causa de muitos jovens serem levados a suicídio no principio da sua vida.

Jovem.
LEMBRA-TE também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento.
De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem. Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.
Eclesiastes 12.1,13,14.


Se você é jovem e está lendo este arquivo e reconhece que precisa de ajuda, ou já é maduro o bastante para entender a quebra de aliança com Deus e com a família violenta a vida humana, e está passando por algum tipo de tentação, ore comigo assim:

Deus, me ajude a escolher minhas companhias, e não deixe meu coração me enganar através de meus sentimentos. Ilumine minha mente na luz da tua Palavra para que eu reconheça a tua vontade na minha vida. Eu me arrependo de ter quebrado minha Aliança contigo Senhor, mas, sei que a sua Aliança é fiel e eterna para comigo, e te peço, renova comigo tua Aliança e me faz voltar ao primeiro amor contigo, me salva dessa situação.
E nome de Jesus. Amem

Um comentário:

  1. CARTA ABERTA AOS SERES HUMANOS

    Precisamos cair na real, não nascemos do excremento. Somos criação de uma mente perversa e sem escrúpulo. Para compreender esta afirmação, basta ver o potencial de maldade que foi depositado dentro de nós. Este criador nos criou com apenas uma intenção, provar ao seu Criador que era capaz. Exatamente pelo mesmo motivo que construímos nossas coisas. Na verdade, buscamos reconhecimento. Mas tem um agravante, este criador perverso, está defendendo uma causa jurídica pessoal, frente a uma corte celestial. Ele alega que foi injustiçado pelo amor daquele que o criou. E está nos usando para contar sua versão dos fatos. Acontece que infelizmente, Ismael representado pelos Árabes e Isaque representado por Israel, são seus principais protagonistas. A mensagem é clara, o filho primogênito, Ismael, representante de Jeová Criador da Matéria, foi desconsiderado diante da comunidade celestial, por um suposto erro no amor de Seu Pai. E o filho Isaque – Jesus, a plenitude do amor do Altíssimo - foi por isso, odiado por seu irmão Jeová, que o matou em seus sentimentos feridos. Como conseqüência, houve uma batalha no céu, os seguidores de Jeová, batalharam contra os seguidores de Jesus. Dessa batalha espiritual, dois terços do céu permaneceu fiel a Jesus, e um terço veio para as trevas exteriores com Jeová. Deu-se assim, o universo físico que conhecemos. Um falso mundo que está rapidamente se extinguindo na imensidão de trevas em expansão. A audiência está marcada é o juízo final. Jeová apresentará os acontecimentos em seu mundo perecível, como prova da sua inocência. Esses acontecimentos formam a história sagrada dos povos que descendem de Abraão. Na última cena desse drama, está a batalha pela primogenitura realizada pelos descendentes de Ismael, contra os descendentes de Isaque. No último momento dessa batalha a humanidade será julgada pelo seu criador. Infelizmente, para os seres dessa natureza, de acordo com Jesus Cristo em João capítulo 16, Jeová, foi vencido em seus argumentos no seu próprio drama. Porque Jesus preferiu morrer a romper com o amor do Pai Celestial, demonstrando que ama seus semelhantes acima de sua vida. Com isso, Jeová Lúcifer, perdeu sua causa e admitiu sua derrota. E como, auto sentença, permanecerá nas trevas exteriores com dois terços dos seres humanos que não conseguiram repetir o feito de Jesus Cristo. Enquanto um terço compreenderá e seguirá novamente para glória com Deus Altíssimo, para a dimensão que não conhecemos, mas que se abrirá em breve para que todos possamos visualizar. Isso acontecerá após a batalha final e o juízo final, quando Jesus nos receberá nas nuvens de forma triunfante (Mateus cap. 24). Por coincidência, esse um terço que está retornando são os mesmos que saíram do céu com Jeová Lúcifer. E os dois terços que nas trevas exteriores ficarão com Jeová, são seus, criados a partir de seu ser, os quais não conhecem o pleno amor de Deus, em Jesus Cristo, nosso salvador e libertador. Eu vou - você não vai?

    Portanto, eis os avisos que Jesus tem nos dado: Quem mora em edifício, exija meio de fuga rápido. Porque até o momento final, não ficará um edifício de pé. Porém será progressivo o problema. Quem mora perto de praia, progressivamente o mar tomará todas as áreas baixas e a seu nível. Haverão tufões, furacões, maremotos e todo tipo de coisas horríveis, que acontecerão progressivamente. Quem mora nas terras elevadas serão visitados por raios, chuva de pedra, vendavais e coisas terríveis dessa natureza. Tudo que Jeová já praticou antes e foi relatado nas Sagradas Escrituras, agora será em escala universal. Quanto as guerras, infelizmente, progressivamente iremos ao dilúvio de fogo. Pedimos que visitem nosso blog e nossas páginas para que possam compreender tudo que aqui está escrito. Clique em Martins111.

    ResponderExcluir